RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo Studio Franquias Studio FiscalMarketing para advogados: faça diferente e se destaque no mercado!

Marketing para advogados: faça diferente e se destaque no mercado!

Fazer o marketing para advogados é prerrogativa fundamental!

No mercado competitivo da área jurídica, fazer o marketing para advogados é prerrogativa fundamental! Ainda assim, muitos profissionais têm receio de colocar essa ideia em prática. O motivo? Existem permissões e proibições da OAB.

Na verdade, você pode, sim, utilizar o marketing a seu favor. É preciso pensar em estratégias de divulgação diferenciadas, que estejam de acordo com o Código de Ética e Disciplina. Além disso, é necessário compreender a importância dessa ação e de que forma ela ajuda a atrair clientes.

Esses são os aspectos que vamos abordar neste artigo. Assim, você tem a chance de fazer o que é necessário sem correr riscos. Então, que tal saber mais? Acompanhe!

Marketing para advogados: ações proibidas pela OAB

A única exigência para o marketing jurídico é que essa prática seja executada conforme as regras da OAB e os princípios éticos. Assim, as normas não têm o objetivo de impedir a divulgação do trabalho, mas sim assegurar a reputação e a imagem do profissional.

Nesse contexto, o capítulo VIII — que determina as regras de publicidade profissional — especifica que os advogados podem utilizar diferentes canais de divulgação, como blog, site, e-mail e redes sociais. Nesses meios, os textos publicados nunca devem ter o intuito de combater ou promover a captação de clientela.

Além dessa proibição, a OAB proíbe o profissional de:

  • responder a consulta jurídica nos meios de comunicação social de maneira constante;
  • discutir determinado assunto publicamente sob o patrocínio de outro advogado;
  • abordar um tema a fim de comprometer a dignidade da profissão e da OAB;
  • divulgar ou permitir a propagação de listas de clientes e demandas;
  • insinuar-se para declarações públicas e reportagens.

A internet e os telefones podem ser utilizados como meios de divulgação dos trabalhos. O advogado tem a oportunidade, inclusive, de enviar mensagens e destinatários certos. Porém, nunca devem oferecer serviços nem agir de forma a captar clientela.

Desse modo, você pode explicar questões jurídicas, mas nunca deve fazer as seguintes ações:

  • divulgar preços;
  • oferecer consultas digitais gratuitas;
  • fomentar anúncios na TV ou no rádio;
  • usar expressões bem comerciais, a exemplo de “Contrate já” ou “Ligue agora”.

A partir desse cenário, uma dúvida surge: para que fazer o marketing pessoal? A resposta é simples! Tornar seu trabalho conhecido e consolidado entre o público-alvo e seus colegas. Contudo, ainda há mais a saber.

Importância do marketing para advogados

O marketing jurídico é essencial para alcançar o sucesso e se destacar no mercado. Mais que isso, ele contribui para agregar valor ao seu trabalho, tanto no quesito autoridade quanto na oferta de profissionalismo e credibilidade.

Para chegar a esse patamar, é necessário trabalhar os aspectos de regulamentação profissional a partir de diferentes estratégias. É assim que você conseguirá aumentar sua remuneração e recompensa, bem como alcançar novas oportunidades. Outros benefícios derivados do uso do marketing jurídico são os que listamos abaixo. Veja!

Fortalecimento da sua autoridade no mercado

O advogado que trabalha de forma autônoma ou em escritórios representa uma marca. Isso acontece pelo forte vínculo existente entre cliente e profissional. Ao adotar estratégias de marketing, você consolida sua imagem como referência.

PIS/COFINS TEORIA E PRÁTICA – CRÉDITOS SOBRE AS ENTRADAS NA EMPRESA

Por exemplo: ao postar conteúdos relevantes sobre a sua área de atuação, torna-se um especialista no assunto para quem está lendo — o que aumenta as chances de receber contatos.

Captação de clientes

A OAB proíbe de fazer isso de maneira direta, mas a captação de clientes continua sendo o objetivo principal do marketing. A diferença do setor jurídico é o foco na consolidação de uma imagem positiva. Assim, até as redes sociais — a exemplo do LinkedIn — são boas ferramentas para reforçar sua reputação no mercado.

Estabelecimento de parcerias de sucesso

O networking também é aperfeiçoado com a ajuda do marketing — e permite encontrar parceiros e associados de negócio. Quando o trabalho é feito de forma autônoma, é uma maneira de encontrar oportunidades, já que profissionais de outras áreas do Direito podem indicar seu trabalho. Assim, há uma chance maior de fidelização dos clientes, que passam a confiar mais nos profissionais com os quais trabalham.

Marketing pessoal para advogados: como fazer

A OAB determina algumas proibições no marketing para advogados, mas, como vimos, é possível trabalhar as boas práticas. Como fazer isso? A melhor forma é colocar as dicas que apresentamos a seguir em prática. Continue lendo!

Conheça bem o seu público

O primeiro passo para direcionar suas ações de marketing é entender quais pessoas serão impactadas pelo seu trabalho. Qualquer marca depende do conhecimento do público-alvo para aumentar suas chances de acerto — e com os advogados não é diferente.

A ideia é verificar quais são seus clientes atuais e potenciais. Por exemplo: um advogado tributário trabalha mais com empresas. Por isso, pessoas físicas, em princípio, não fazem parte do seu público-alvo.

Além de determinar as ações que surtirão mais efeito, entender esse quesito ajudará a traçar a linguagem mais acessível. No caso do Direito Tributário, os textos mais técnicos e formais tendem a chamar mais a atenção. Por sua vez, no ramo familiar é diferente.

Desse modo, você traça estratégias mais precisas, que consideram quem seu potencial cliente é, os locais que frequenta, as coisas de que gosta e suas demandas. O único cuidado necessário é evitar muita proximidade, que pode gerar desconfiança.

Seja coerente nas ações

O marketing pessoal para advogados deve representar sua essência. Por isso, o profissional deve manter sua identidade nos contatos virtuais e presenciais. Isso significa agir de maneira coerente em qualquer situação, seja no WhatsApp ou nas redes sociais, seja por e-mail ou em uma reunião com clientes.

Marketing para advogados: faça diferente e se destaque no mercado!

Portanto, se você utiliza uma linguagem mais engraçada nas suas interações virtuais, evite utilizar “atenciosamente” para finalizar um e-mail. Ao agir de maneira similar em todos os meios, tende a aproximar seus clientes, colaboradores e parceiros.

Seja ágil no atendimento

O atendimento é importante em qualquer situação. No caso dos advogados, a agilidade deve ser tão importante quanto a qualidade, porque os clientes não querem ficar esperando por uma resposta. Portanto, tente responder às demandas o mais rápido possível, mesmo que não seja na hora.

Faça do marketing uma rotina

O marketing jurídico precisa ser colocado em prática sempre e nunca ser uma ação isolada. Somente dessa forma serão percebidos avanços significativos, inclusive no que se refere a se tornar uma referência.

Em suma, invista em um site estruturado, tenha um blog com publicações relevantes, atue de forma constante nas redes sociais e forneça dicas úteis aos seus clientes. Essas são as melhores formas de trabalhar o marketing para advogados e alcançar bons resultados na sua carreira!

Gostou de conhecer essas dicas? Assine a nossa newsletter e tenha acesso a outras sugestões relevantes para alavancar a sua profissão!


José Carlos Braga Monteiro

Detentor das empresas Studio Fiscal, Studio Law, Studio Corporate, Studio Brokers,E-Fiscal, E-contábil e Studio Energy o Grupo Studio apresenta serviços corporativos inteligentes com uma expertise de mais de 20 anos. Presente em todo o território nacional através de seus franqueados e aliançados, o Grupo apresenta uma grande sinergia quanto aos seus modelos de negócio.