RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo Studio Franquias Studio FiscalFranquia de sucesso de análise tributária para contadores

Franquia de sucesso de análise tributária para contadores

A contabilidade especializada na análise tributária

Franquias de serviços essenciais especializados, como a análise tributária, possuem potencial de oferecerem maior qualidade, confiabilidade, e resultados mais objetivos e precisos. É através deste modelo negocial que se alcança, imparcialmente, diagnósticos e feedbacks que buscam o aperfeiçoamento empresarial. A franquia para contadores voltada especificamente para este procedimento tributário, tem se mostrado uma oportunidade de êxito e sucesso para esses profissionais.

Administrar uma empresa envolve desafios variados e exige habilidades próprias, dada sua complexidade de dados e números a serem levantados. A pessoa do administrador, individualmente, não estará apta a realizar de maneira satisfatória todas estas atribuições. Faz-se então necessário a contratação de serviços externos, com especialistas e estudiosos de cada âmbito que a função administrativa compreende.

O contador é uma das peças principais da dinâmica corporativa

Sem a contabilidade, uma empresa não teria percepção de seus ganhos, de sua receita, de como proceder em determinados momentos, e de como cumprir suas obrigações legais e tributárias. Por meio de relatórios e pareceres, a importância e imprescindibilidade da função contábil se materializa.

A gestão patrimonial e o controle fiscal são viabilizados graças ao contador, pois este procede com a organização e a previsão do possível retorno com base no capital que foi investido. O pensamento equivocado de que contratar serviços contábeis geram mais gastos, e que são caros, demonstram o desconhecimento de muitos empresários sobre a importância e a necessidade dos trabalhos realizados pelos contadores, para a sociedade, para a prosperidade do mercado e o aquecimento e movimentação da economia.

O estudo dos tributos na prática

A análise tributária é descrita como o estudo detalhado e aprofundado das informações financeiras, tributárias e contábeis de uma companhia, com o intuito de definir qual é o melhor regime fiscal aplicável, sendo este processo parte da assessoria tributária. Deve ser realizada periodicamente, sempre voltando a atenção para possíveis mudanças internas, principalmente as de natureza financeira.

Esta atividade fornecerá também diretrizes a serem seguidas, a respeito da forma correta de se emitir notas fiscais, como deverão ser calculados os impostos, entre outras orientações. A contabilidade dos estoques e eventuais créditos recebidos pela empresa serão também ressaltados nesta análise, pois o cômputo do lucro obtido dependerá do sistema tributário, considerando a totalidade de seu patrimônio.

Devido à particularidade do objetivo principal deste balanço, é possível que se obtenha resultados mais determinados e definidos. A escolha do melhor regime fiscal revela-se como sua essência, assegurando a aplicação de outros institutos como o planejamento tributário, a auditoria fiscal e a revisão tributária. Poder escolher a opção menos onerosa para a companhia será determinante para seu futuro.

O Simples Nacional face aos demais regimes

A questão basilar no momento de decisão por qual sistema optar, será considerar tanto o faturamento total de cada ano, como também em qual ramo uma empresa atua, com seu tipo de atividade específica.

O Simples Nacional, habitualmente, molda-se perfeitamente às microempresas, empresas de pequeno porte e aos microempreendedores individuais, que faturam anualmente um máximo de R$ 4.8 milhões, sendo um caminho descomplicado para empreendedores recém-chegados.

Já para as corporativas que possuam ganhos em até R$ 78 milhões, será mais vantajosa a escolha pelo Lucro Presumido. Certos instrumentos, como algumas calculadoras, podem ser utilizados para fazer o cálculo comparativo entre regimes.

O cálculo do Simples Nacional será processado sobre as respectivas alíquotas de cada imposto correspondente, relacionado à indústria, prestação de serviços e comércio. Por sua vez, o Lucro Presumido será contabilizado de acordo com as alíquotas dos tributos que incidam sobre cada atividade apontada, de forma individualizada.

Lucro Real

Quando o lucro obtido na receita bruta ultrapassa a marca de R$ 78 milhões, a empresa acaba por ser enquadrada no Lucro Real, compulsoriamente. É uma opção favorável às companhias com margens de lucratividade ainda reduzidas. A alíquota do PIS e COFINS chega à 9,25% sobre o valor que foi faturado, podendo ocorrer a recuperação de alguns valores.

Tributos como o IRPJ e o CSLL são calculados de acordo com o lucro líquido, periodicamente, sendo, portanto, flexível sua determinação. Havendo prejuízos apurados em determinado período, serão inexistentes os valores a serem pagos ao governo. Sendo assim, as empresas que ainda não alcançaram a lucratividade almejada, o Lucro Real as protege de terem perdas maiores.

7 Conceitos que você precisa dominar antes de abrir uma franquia

O Lucro Real se divide ainda em duas modalidades: o lucro anual, onde os impostos são previstos antecipadamente, mês a mês, aplicando porcentagens já determinadas, que recairão sobre IRPJ e CSLL, possibilitando previsões de lucros e ganhos.

É possível que se depreenda créditos tributários e que, em determinados casos, seja suspenso o pagamento do IRPJ e do CSLL, se restar demonstrado que foram obtidos prejuízos. Por sua vez, há o lucro trimestral, no qual a apuração desses impostos será feita trimestralmente, portanto, ocorrendo quatro vezes ao ano. Este modelo é bem encaixado para as corporativas que possuam lucros contínuos e estáveis.

As franquias para contadores e suas possibilidades

Além de ser visível a essencialidade da análise e assessoria tributária no cotidiano administrativo de uma empresa, o contador, tanto o iniciante no mercado, quanto o já experiente, poderá erguer essa prática à patamares mais elevados, recebendo maior reconhecimento e notoriedade. Tornar-se franqueado, especialmente de uma franquia voltada a um tipo próprio e único de serviço, possibilitará este alcance.

Para contadores já atuantes de longos períodos, com clientes já fidelizados, a vinculação a um grande nome trará novas expectativas e oportunidades de crescimento, com maior satisfação de sua clientela, como também a conquista de outros novos, aumentando assim sua rede de atuação. A construção de uma imagem baseada na dedicação, no conhecimento aprofundado, e no destaque pela eficiência e aptidões desenvolvidas, é o que definirá os profissionais que serão autoridades em seus setores, gerando renda e reconhecimento.

Franquia possui uma grande relação entre profissionais e clientes

Uma franquia possui como forte característica a sustentação das relações entre profissional e cliente, tornando-os próximos, fluindo o diálogo e o alinhamento de metas perseguidas. O oferecimento de serviços especializados em consultoria e assessoria tributária e contábil, compreendendo a logística financeira e suas aplicações, aliada às estratégias de marketing, oferecidas pela franquia, serão a chave para a assunção do contador no mercado de trabalho.

O treinamento dos franqueados permitirá a construção de um padrão de ações, evitando-se assim contratempos, otimizando os procedimentos. O contador estará preparado para exercer suas funções, de modo a perpetuar as técnicas que a marca franqueadora já domina, sendo, portanto, já consolidadas como operativas.

Redução de custos e tributação

Sendo um objetivo buscado por todos empresários, existem algumas formas de se reduzir estes tributos e economizar:

Redução no Simples Nacional:

Dado o pagamento em um único boleto, de forma já simplificada, neste caso não há muitas alternativas disponíveis. O que fará diferença é exatamente a classificação correta do CNAE – Código Nacional de Atividade Econômica. A depender da finalidade da empresa e do que versa seu contrato social, optar por um CNAE que não tenha ligação com o que é exercido em seu ambiente, poderá acarretar perdas significativas.

Redução no Lucro Presumido e no Lucro Real:

Estes regimes permitem o proveito de créditos oriundos de impostos como IRPJ, IPI, PIS, COFINS, ICMS, entre outros, sendo estes créditos de natureza da própria companhia. A figura do contador neste momento é indispensável, pois saberá avaliar com precisão a origem destes créditos, bem como irá ser procedido seu resgate, podendo resultar em uma economia de 80%. Há também os precatórios, originários de terceiros, que podem gerar economias de até 40% do dinheiro destinado ao pagamento de tributos.

Outras reduções:

Alguns reaproveitamentos também são possíveis, como retornos em algumas contas, qual seja, a de energia elétrica e afins, além de reaver valores pagos a mais em multas rescisórias de contratos de trabalhos, como a do FGTS, recebendo a diferença paga erroneamente ao governo.  

A ascensão da inteligência artificial nas práticas fiscais e financeiras

A capacidade de aprendizagem, raciocínio lógico, por meio de habilidades de interpretação de linguagens e sinais, com níveis de perfeição, automatizando processos, e a exploração e inspeção de dados, constituem a funcionalidade da IA. Segundo pesquisa feita pelo The Economist, atualmente, mais de oito profissões já estão sendo contempladas pela inteligência artificial. Para o campo tributário, houve a criação de softwares e programas, que mecanizam o processamento de informações, documentos e declarações contábeis e fiscais.

O estudo chamado por “Impacto Socioeconômico da Tributação Digital no Setor Público”, a requerimento da Microsoft, feito pela IDC, conclui que uma média de 74% dos pagantes de tributos da América Latina defende uma completa reestruturação e replanejamento do dinamismo tributário mundial.

A experiência do contribuinte, seja na arrecadação, seja na forma como incidem determinados impostos, será modernizada com a implementação destas novas tecnologias, permitindo o aumento do número de contribuintes, e a obtenção de fontes de arrecadação mais eficientes.

Todas as etapas da gestão fiscal, qual seja, a arrecadação, lançamentos, escriturações, levantamentos, análises e revisões, feitas digitalmente através da IA, tornam o feito mais rápido, prático e eficaz. A redução de falhas também é proporcionada por este tipo de programa, através da correção de eventuais erros, de forma mais atuante que a capacidade humana.

Para a área tributária, este recurso é essencial, visto a demanda e a complexidade do mercado fiscal. A IA propicia o cruzamento de dados entre as empresas e órgão governamentais, facilitando sua comunicação. Conheça a metodologia da Grupo Studio, pioneira no uso da inteligência artificial nas práticas tributárias e contábeis.


José Carlos Braga Monteiro

Detentor das empresas Studio Fiscal, Studio Law, Studio Corporate, Studio Brokers,E-Fiscal, E-contábil e Studio Energy o Grupo Studio apresenta serviços corporativos inteligentes com uma expertise de mais de 20 anos. Presente em todo o território nacional através de seus franqueados e aliançados, o Grupo apresenta uma grande sinergia quanto aos seus modelos de negócio.