RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo StudioStudio CorporateFranquia: Ajude empresas com serviço de blindagem patrimonial

Franquia: Ajude empresas com serviço de blindagem patrimonial

Há muitas circunstâncias em que o patrimônio precisa ser protegido, mesmo que ele não valha milhões,  pode haver  um processo de divórcio, um processo civil que também pode resultar em uma indenização volumosa, e muitas outras situações que a maioria das pessoas nem imagina, e  que em muitos casos há perda considerável dos bens.

Quem precisa de uma blindagem patrimonial?

Imagine qualquer situação atípica onde infelizmente há um processo judicial  sendo você inocente ou não, o fim desse processo pode resultar em perda consideráveis dos seus bens. Por fim, não precisa ter grandes posses para pensar em uma blindagem patrimonial. Basta apenas pensar que você não pode perder o que já tem, e que isso é totalmente passível de acontecer com qualquer um.

Blindagem patrimonial é crime?

É comum esse tipo de pergunta, uma vez que, a princípio, o que parece é que a blindagem patrimonial é uma forma de resguardar todo o patrimônio que se tem, e em um caso vencido no judiciário, por exemplo, a parte vencedora não poderá tocar em nada do que foi blindado, protegendo assim, a outra parte que foi condenada.

Não é assim que funciona

A blindagem patrimonial é um tipo de proteção aos bens, para que eles não sofram riscos desnecessários. O mais importante, tudo dentro da legalidade. A blindagem patrimonial tem o intuito de garantir a sustentabilidade do negócio. Mitigar os riscos e potencializar o crescimento. Otimizar os custos com o pagamento de tributos e reduzir a vulnerabilidade dos bens empresariais e familiares.

Ou seja, o objetivo principal da blindagem patrimonial é diminuir os riscos ao máximo. Todas aquelas situações descritas acima, se aconteceram, infelizmente, será uma fatalidade a qual a qual a pessoa terá de pagar, no entanto, a função da blindagem patrimonial é proteger ao máximo todos os bens.

O que é Holding patrimonial?

Amplamente definida, uma Holding patrimonial é uma empresa que não possui operações, atividades ou outros negócios ativos em si. Em vez disso, a Holding possui e protege os negócios e patrimônios de outros.

Esse patrimônio e essas empresas podem ser ações em outras corporações, sociedades de responsabilidade limitada privadas,  fundos de ações, ações de capital aberto, títulos, imóveis, direitos autorais, nomes de marcas, patentes, ou praticamente qualquer outra coisa de valor.

Ou seja, a Holding patrimonial é a melhor maneira para proteger os bens da forma como citei anteriormente.

Por exemplo, uma das ações mais respeitadas do mundo, a Johnson & Johnson, é realmente uma Holding patrimonial. Ou seja, a empresa em si, da qual muitos estão comprando ações, não faz nada do que as pessoas acham que faz.

Em vez disso, como resultado de seu histórico complexo, a Johnson & Johnson detém participações em 265 empresas individuais separadas, da mesma forma que você pode ter ações de diferentes empresas por meio de uma conta de corretagem.

Essas empresas estão agrupadas em três grandes categorias – saúde do consumidor, dispositivos médicos e produtos farmacêuticos, mas são empresas reais, independentes, localizadas em quase todos os países do planeta, com funcionários locais, com contas bancárias próprias e escritórios próprios, suas próprias instalações de fabricação e muito mais.

Isto é, podem sair, emitir títulos a taxas baixas e depois emprestar dinheiro a suas próprias subsidiárias a taxas que as subsidiárias não conseguiriam se fossem empreendimentos independentes. Isso reduz as despesas com juros e, por sua vez, aumenta tanto o retorno sobre o patrimônio líquido quanto o retorno sobre os ativos.

Como as Holdings são criadas?

Para iniciar uma Holding patrimonial é preciso ter uma Holding principal e uma acessória. Assim o empresário poderá gerenciar os bens e obrigações de uma forma mais eficiente.

Elas podem ser de quatro tipos:

Holdings puras
São empresas que não possuem outra atividade, elas atuam apenas como sócias.

Holdings impuras
Esse tipo, além de atuarem como sócias também exercem alguma atividade empresarial.

Holdings expressas
Tem o objetivo de ser sócia descrito de maneira clara no contrato social.

Holdings tácitas
Esse tipo de Holding não tem uma previsão expressa, no contrato social, designando-a como sócia, mas é o que acontece na prática.

Avalie as necessidades do seu negócio

Uma Holding é uma empresa incorporada que detém investimentos em outras empresas, denominadas empresas operacionais. A maioria das Holdings não realiza nenhuma outra atividade comercial além de tomar emprestado, emprestar e tomar decisões de investimento.

No entanto, a Holding empresta fundos ou aluga ativos a uma empresa operacional que realiza qualquer tipo de atividade comercial. Os dois benefícios mais comuns de uma Holding são a redução de impostos e a proteção do patrimônio.

A Holding pode contrair empréstimos a taxas mais baixas do que outras empresas, porque possui uma participação em um grupo tão diversificado de empresas. Ao mesmo tempo, o negócio lucra muito com o aumento do valor das ações das empresas em que investe.

Uma Holding pode fornecer uma taxa de imposto reduzida, incorporando em um estado com uma estrutura fiscal mais favorável, ou pode proteger o patrimônio da empresa contra perdas para os credores da empresa operacional. Antes de formar uma Holding, você deve considerar suas necessidades de negócios e os benefícios que deseja alcançar.

Uma Holding também pode ser adequada para o proprietário de uma pequena empresa, pois a Holding pode fornecer proteção de bens para o patrimônio de alto valor da empresa operacional. Dessa forma, ao formar uma empresa Holding e operacional, uma única pessoa pode proteger seus ativos pessoais e comerciais de alto valor dos credores das operações da empresa.

Assista o Webinar Completo Sobre o Assunto

Delimite sua estrutura de negócios

Você deve determinar qual estrutura de sociedade atende às suas necessidades, pois o que for escolhido pode afetar seus impostos e responsabilidades. A maioria dos pequenos empresários optam por formar uma Holding Ltda, já que outro tipo de estrutura geralmente não oferece a mesma proteção patrimonial. Considere que tipo de empresa você já possui, e qual a forma de Holding e operações que atenderá às suas necessidades.

Se você estiver buscando uma estrutura tributária mais favorável, considere a possibilidade de formar sua Holding em um estado separado da empresa. Você deve consultar um advogado de para ajudar a criar uma empresa em outro estado, para que tudo fique dentro da legalidade.

Para maximizar a proteção do patrimônio, você pode formar duas Holdings LTDAs e uma Holding operacional. Você deve criar uma entidade separada para cada um, mas o agente para cada um pode ser a mesma pessoa – você. Enquanto você mantiver as empresas Holding e operacionais como entidades legais separadas, a Holding não será responsável por dívidas da empresa operacional.

Crie uma conta bancária para sua Holding

Crie uma conta bancária específica para sua Holding. Para manter a independência como empresas separadas, a Holding e a empresa operacional devem manter contas bancárias e registros contábeis separados.

Não se deve misturar as duas empresas. Você deve abrir uma conta comercial específica para sua empresa controladora, fornecendo a nova identidade fiscal da empresa ao criar a conta.

Financie sua holding

Para começar a usar a Holding, você deve financiar a empresa para começar a investir na empresa operacional. A riqueza de suas empresas deve ser armazenada na Holding e você pode emprestar dinheiro à empresa operacional para financiar as operações conforme necessário.

Se a sua empresa operacional já tiver sido iniciada antes da Holding, comece vendendo todos os ativos valiosos da empresa operacional (como terrenos, prédios, equipamentos de grande porte, propriedade intelectual etc.) para a empresa controladora, protocolando uma transferência de patrimônio.

Manual da Gestão Tributária GUIA PRÁTICO PARA EMPRESÁRIOS

Uma vantagem das Holdings é que elas são tipicamente empresas muito diversificadas, embora algumas se atenham a uma ou duas indústrias. Essa diversificação e as eficiências trazidas por custos compartilhados ou reduzidos muitas vezes tornam as Holdings empresas menos arriscadas do que aquelas que operam em um único mercado ou nicho.

No entanto, as Holdings enfrentam o verdadeiro desafio de se tornar tão grandes que são difíceis de administrar com eficiência. Eles também muitas vezes não conseguem perceber a economia de custos prevista em cada aquisição. Isso pode levar a uma falta de foco, o que aumenta o problema gerencial e reduz o retorno dos acionistas. Por sua vez, é por isso que as Holdings geralmente “desmembram” as subsidiárias em entidades independentes.

Sendo assim, buscar ajuda para iniciar uma Holding para a blindagem patrimonial é essencial para não cometer esses e outros erros.

Obtenha uma Franquia

Portanto, se você está buscando uma forma de aumentar sua renda, considere oferecer a consultoria de proteção patrimonial a seus clientes.
Lembre-se que confiança e tato neste negócio é uma exigência básica, e que você vai ajudar uma empresa ou empresário a manter seu patrimônio.


José Carlos Braga Monteiro

Detentor das empresas Studio Fiscal, Studio Law, Studio Corporate, Studio Brokers,E-Fiscal, E-contábil e Studio Energy o Grupo Studio apresenta serviços corporativos inteligentes com uma expertise de mais de 20 anos. Presente em todo o território nacional através de seus franqueados e aliançados, o Grupo apresenta uma grande sinergia quanto aos seus modelos de negócio.