RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo StudioStudio ContabilComo ajudar a diminuir a carga tributária nas empresas com uma franquia

Como ajudar a diminuir a carga tributária nas empresas com uma franquia

Devido à extensa complexidade da legislação tributária brasileira e a alta carga de tributos a serem pagos pelas empresas, reduzir esse montante se tornou um dos objetivos principais de empresários e gestores, sendo um propósito comum entre todos os integrantes do mercado financeiro atual.

A busca pela elisão fiscal como um dos principais objetivos da empresa

A elisão fiscal, que se caracteriza como sendo a redução da carga tributária, dentro dos limites da legalidade, deve ser perseguida por todas as companhias, como forma de economia de recursos, tornando o negócio mais competitivo. Valer-se dos serviços de uma franquia, especializada para esta prática, como a Studio Contábil, viabiliza esta redução, de forma mais simplificada.

Há uma estimativa de que as empresas, no Brasil, pagam tributos a maior, em uma alta porcentagem, pesando para os cofres empresariais, gerando receio em investidores. Uma alta carga tributária significa uma diminuição da lucratividade e do poder financeiro de um negócio.

A solução para esse impasse é a redução da carga tributária, mas para que seja procedida de forma efetiva, precisa ser realizada em conformidade com as disposições legais, evitando o sancionamento de penalidades e possíveis multas. O administrador, por si só, não será capaz de efetuar esta tarefa com precisão, sendo essencial a prestação da consultoria tributária e contábil por uma franquia, como a Studio Contábil.

A carga tributária devida pelas empresas no Brasil

A maior questão a ser considerada pelos gestores, é a de que a carga tributária, além de corresponder à maior porcentagem das obrigações de uma empresa, incide sobre as esferas federal, estadual e municipal, sendo necessário o cumprimento de todas estas previsões. Alguns impostos possuem vasta incidência, sendo os mais recorrentes.

Alguns dos tributos da esfera federal

  1. Imposto de Importação (II): este tributo incide sobre todo e qualquer produto que venha a ser importado para o território nacional, sendo devido tanto às pessoas físicas, quanto jurídicas. O pagamento deste imposto é que viabilizará a entrada de produtos importados em território nacional.
  2. Imposto sobre Operações Financeiras (IOF): este tributo será incidente em todos os casos de operações financeiras, como as de crédito, câmbio, e seguros em geral, sendo também devido tanto às pessoas físicas, quanto jurídicas.
  3. Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS): o COFINS será devido para fins de custeio da seguridade social, dado seu caráter solidário, possuindo alíquotas entre 3 e 7,6%, a depender dos lucros da empresa.
  4. Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL): este tributo incidirá sobre o valor do lucro líquido das empresas, com alíquotas variando entre 9 e 20%.
  5. Imposto de Renda de Pessoa Jurídica (IRPJ): imposto que possui incidência sobre a renda bruta das empresas, com alíquotas que variam entre 6 e 15%, independente do regime fiscal adotado.
  6. Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI): este tributo é devido aos importadores e produtores industriais, incidindo tanto sobre os produtos industrializados nacionalmente, quanto os importados.

Guia da Consultoria Tributária: A FORMA MAIS SEGURA DE PAGAR MENOS IMPOSTO

Tributos da esfera estadual

Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS): sendo o tributo estadual mais recorrente, incide sobre todo e qualquer serviço ou mercadoria em circulação no mercado, sendo recolhido pelas empresas.
Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA): para as empresas que dispõem de frotas de veículos, para a viabilização de suas atividades rotineiras, este tributo será devido.

Tributos municipais

Imposto sobre Serviços (ISS): este tributo é devido tanto por empresas, quanto por profissionais autônomos, sendo referente aos mais variados tipos de serviços prestados, com alíquotas variando entre 2 e 5%.

Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU): este imposto incidirá sobre todas as propriedades imóveis e territoriais, compreendendo imóveis e terrenos que sejam propriedades das empresas, com alíquotas que variam entre 1 e 3%.

Conclui-se, portanto, que a carga tributária brasileira reveste-se de grande complexidade, causando o receio dos administradores, sobre como cumprir tais obrigações, e como elas irão repercutir na saúde do negócio. Sendo assim, reduzir a carga tributária mostra-se como uma questão essencial e imprescindível para a continuidade do negócio.

Os melhores meios de reduzir a carga tributária de uma empresa

Existem certos métodos e mecanismos que reduzem, significativamente, a carga tributária de uma empresa, proporcionando a economia de recursos. O passo primordial é organizar a estrutura da empresa, de acordo com cada setor, reunindo todos os documentos pertinentes que demonstrem as práticas cotidianas da companhia, através de uma equipe de contadores.

Desta maneira, será possível avaliar os principais pontos internos do negócio, analisando, primeiramente, o regime tributário, qual seja, o Simples Nacional, o Lucro Real, ou o Lucro Presumido, dado que cada regime impõe regras diferentes e formas distintas de redução da carga tributária.

Será possível, caso seja necessário, a modificação do regime fiscal do negócio, para fins de melhor adequação à realidade e às possibilidades da empresa, encontrando meios mais facilitadores de pagamento de impostos e lacunas na lei para a redução da carga tributária. A decisão deve ser direcionada ao que for mais vantajoso, economicamente, para a empresa.

Levando em consideração a atividade exercida, os faturamentos, entre outros detalhes, um regime em específico será o mais aconselhável. A concepção de um planejamento tributário eficiente será um forte aliado neste processo, pois viabilizará a gestão dos recursos, de modo a buscar o corte de gastos e o aproveitamento das hipóteses de isenção fiscal.

Outras hipóteses de redução da carga tributária

Buscar, através da lei, possibilidades de obtenção de isenções fiscais e outros benefícios, por meio do ingresso em programas sociais e educacionais, propostos pelo governo, além de investimento em áreas e localidades específicas, importará em uma diminuição considerável dos tributos devidos pela empresa, significando, também, uma grande melhoria na imagem da companhia frente ao mercado, adquirindo maior autoridade, valorizando a marca.

Mostra-se também essencial, que o empresário e demais dirigentes e acionistas da empresa tenham a mentalidade de diferenciar seus patrimônios pessoais dos da empresa, evitando, assim, dívidas que tenham origens incomuns às atividades do negócio.

Outra maneira de conter gastos, que possam pesar nos cofres empresariais, é a redução do pró-labore, devido ao fato de que sobre este valor incidem as contribuições previdenciárias e o imposto de renda. Por sua vez, sobre a divisão anual de lucros, não recairá tais contribuições e tributos. Sendo assim, com empresários e acionistas repensando a forma como retiram seus lucros, a carga tributária é reduzida e a lucratividade do negócio aumenta.

Em relação aos contratos de trabalho, terceirizar atividades não essenciais pode também gerar uma redução da carga tributária, pois a parceria entre empresas proporciona o acesso a variados aparatos tecnológicos, além de serviços especializados, por valores consideravelmente mais baixos.

Reduzindo os tributos através de uma franquia

Como é notória a necessidade de assessoria contábil e tributária nas empresas, uma franquia que se especialize em serviços de contabilidade tem se mostrado uma opção de investimento, com retorno garantido, através dos resultados satisfatórios alcançados pela gestão. Desta forma, contadores franqueados procedem com o planejamento tributário e apontam eventuais falhas administrativas, mostrando o que precisa ser modificado, para fins de redução da carga tributária e crescimento da lucratividade.

O treinamento oferecido aos profissionais franqueados confere maior qualidade e credibilidade aos serviços contábeis prestados, garantindo mais segurança e precisão no trabalho realizado. Reduzir a carga tributária de uma companhia através de uma franquia especialista em contabilidade é uma das novas tendências do mercado.

A Studio Contábil é a maior franquia brasileira especializada em assessoria e consultoria contábil, oferecendo um suporte diferenciado, para uma gestão fiscal otimizada, por meio do emprego de variados recursos tecnológicos.

A Studio Contábil conta com profissionais qualificados por segmentos determinados, para que assim seja possível a obtenção de serviços contábeis individualizados, e voltados, especificamente, para uma área em especial.

A Studio Contábil executa tarefas de escrituração fiscal, por meio dos faturamentos e tributos a serem pagos, emissão de extratos do Simples Nacional, consultoria contábil, balancetes e relatórios completos, escrituração contábil, controle de estoque, entre outros serviços essenciais.

eBook Completo7 PRINCIPAIS FORMAS DE INVESTIMENTO

A metodologia utilizada pela franquia Studio Contábil

Feita a contratação dos serviços da Studio Contábil, a equipe profissional irá proceder com o levantamento e o estudo aprofundado da documentação da empresa, os extratos financeiros e movimentações bancárias, analisando toda a dinâmica existente no negócio, tanto do presente ano, quanto dos anteriores.

Desta maneira, será possível a prestação da assessoria contábil, com a finalidade de monitorar e definir a logística financeira da empresa, apontando os erros e definindo as melhorias a serem feitas. Todas as compras, transações, e demais gastos, serão contabilizados, para fins de definição das despesas, buscando a reorganização do emprego dos recursos.

A Studio Contábil procede com a auditoria fiscal interna, através de programas que intercalam informações, instantaneamente, realizando todos os cálculos e levantamentos necessários, gerando relatórios detalhados e os documentos fiscais obrigatórios.

Toda a documentação produzida é repassada aos empresários e administradores, juntamente das guias de recolhimento das obrigações fiscais, legais e financeiras, proporcionando um feedback aos gestores da companhia, sobre os números de crescimento do negócio no mercado, e o que pode ser feito para aumentar estes resultados. Deseja reduzir a carga tributária de sua empresa, e economizar mais, investimento melhor? Entre em contato conosco e conheça a Grupo Studio.


filipejacobus