Siga-nos no instagram e fique por dentro do dia a dia do Grupo Studio

RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo Studio Franquias Studio BrokersComo usar o Valuation para comprar uma empresa?

Como usar o Valuation para comprar uma empresa?

O que é valuation e para que serve?

Valuation é o termo em inglês para avaliação de empresas. Esse processo visa estimar o valor de uma empresa, determinando o preço justo da operação empresarial calculado por intermédio de projeções de resultados.

Sendo realizado de forma personalizada, é apresentado um diagnóstico da atual situação economico-financeira da empresa a partir das informações contábeis e gerenciais disponíveis. Mas é preciso entender que o valuation, antes de qualquer estrutura financeira, é uma percepção de mercado.

Entre os fatores que mais influenciam no valor final do laudo estão: o tipo de empresa em avaliação (comércio, serviço ou indústria), o tempo de atuação no mercado, a localização, suas instalações, a situação econômica do país e a motivação para a avaliação. Por isso, uma empresa que está começando, pode ter mais dificuldades para calcular seu valor, devido à falta de históricos numéricos e por ter um produto/serviço ainda não consolidado.

Como é realizado o valuation?

Existem diversas formas de avaliação, sendo as mais comuns a avaliação contábil, valor dos múltiplos e, a mais aplicada, o fluxo de caixa descontado. Nesse último, projetam-se os fluxos de caixa da empresa para os próximos 5 anos e traz esses fluxos a valor presente.

Após isso se desconta a taxa pelo custo de capital ponderado, que é a metodologia mais utilizada para o cálculo da taxa de desconto pois considera diversos componentes de financiamento, incluindo dívida e capital próprio utilizado por uma empresa para financiar suas necessidades financeiras.

A partir dessa avaliação, analistas fazem recomendações de compra ou venda comparando com o preço atual das ações da empresa listadas na bolsa.

Leia mais sobre: Valuation

Quais os motivos que levam uma empresa a procurar pelo valuation?

É fundamental para a construção de estratégias futuras que a empresa conheça seu valor historicamente. Compreender o comportamento da empresa ao longo do tempo permite que sejam identificados os aspectos que a fazem valer mais e os que a desvalorizam. Dessa forma, é possível mitigar as deficiências e explorar pontos fortes do negócio.

Além disso, é possível avaliar se os números da empresa estão de acordo com as empresas semelhantes do mesmo mercado e realizar estudos financeiros, econômicos e contábeis com mais assertividade.

Em quais momentos aplicar o valuation?

Mesmo sendo uma análise que as empresas devam ter em mente durante todas as etapas da gestão empresarial, existem momentos em que a aplicação do valuation é indispensável. São eles:

  • Se há interesse no produto business banking para fusão ou aquisição
  • Se busca por financiamentos
  • Se há necessidade em saber o valor das cotas e ações por questões de mudança no quadro societário.

Precisa de ajuda no processo de avaliação de uma empresa? Converse sem compromisso com um de nossos consultores e tire suas dúvidas.

Como comprar uma empresa avaliada?

Alguns empresários entendem que comprar uma empresa já existente representa um risco menor do que começar um negócio do zero. Mas antes de se aventurar em um novo empreendimento, é preciso pensar no tipo de participação que deseja ter. Cada uma delas tem suas vantagens, suas responsabilidades e seus riscos. Os papéis na sociedade precisam ser claros mas podem se mesclar de acordo com a intenção ou necessidade das partes. Conheça cada perfil de investimento e entenda sua participação societária:

Investidor

Visa a injeção de dinheiro no negócio sem a participação ativa da empresa. Seu único relacionamento é o capital investido e seu objetivo é o retorno financeiro. Tem direito aos lucros e, em caso de prejuízos, pode perder o dinheiro investido, mas não será responsabilizado pelas dívidas da empresa.

Em alguns casos o investidor pode atuar também como consultor ou conselheiro de negócio. Por ter expertise em alguma área de interesse para o empreendedor, compartilha suas habilidades e conhecimentos podendo inclusive se envolver nas principais tomadas de decisão.

Sócio

O sócio compartilha os lucros e riscos empresariais em troca de uma porcentagem do capital social da empresa. Normalmente a distribuição dos lucros segue proporcionalmente à participação de cada um dos sócios, no entanto, nada impede que sejam decididos outros critérios para esse retorno.

O tipo de participação ativa no negócio também pode variar de acordo com a intenção de cada parte. No caso de sócios cotistas, por exemplo, não há participação no dia a dia da empresa, mas o recebimento de sua parte nos lucros se mantém de acordo sua porcentagem de ações e cotas.

Já para os sócios administradores, que estão à frente do negócio diariamente, resolvendo todas as questões que tangem o funcionamento do empreendimento, é comum receberem mensalmente um pró-labore, gerando obrigatoriamente o recolhimento mensal previdenciário.

A sociedade é efetivada através de um Contrato Social onde constam, por exemplo, as responsabilidades individuais na empresa, as formas de remuneração e os dispositivos a serem usados em caso de divergências.

Se o negócio fracassa, todos os sócios são responsáveis pelas perdas.

Empresário

Nesse caso, a totalidade da empresa é adquirida por um empresário que não fez parte do processo de criação e implementação do negócio em questão. Trata-se da compra completa das ações e cotas, assumindo todos os riscos e responsabilidades sobre o negócio, assim como todo o lucro e seus bens.

Antes de incorporar ou adquirir uma empresa em funcionamento, é preciso ter certeza de que está fazendo a escolha certa em seu novo empreendimento.

7 Conceitos que você precisa dominar antes de abrir uma franquia

Alguns dos aspectos favoráveis para a compra de uma empresa já existente são: a redução drástica dos investimentos iniciais e a possibilidade de operar com um bom fluxo de caixa por causa do estoque e dos créditos já existentes.

Há também as desvantagens desse tipo de transação comercial como a possibilidade do investimento ser muito maior do que o custo de um novo negócio quando já existe uma base de clientes, uma marca estabelecida ou pelo número de funcionários que já trabalham na empresa.

Faça uma investigação objetiva

Depois de ter encontrado um negócio que gostaria de comprar, é importante a realização de uma investigação objetiva completa. Antes de quaisquer acordos ou transações comerciais, existem itens que precisam ser abordados:

  • Verifique se as licenças e autorizações necessárias para o funcionamento desta empresa estão em dia
  • Verifique se a empresa cumpre com todas as leis básicas de zoneamento de sua região de atuação
  • Se a empresa tem um contrato de arrendamento, é possível assumir a locação existente ou negociar um novo contrato
  • Revise as declarações fiscais bem como as demonstrações financeiras dos últimos cinco anos. Isso irá ajudá-lo a determinar a rentabilidade do negócio, bem como quaisquer responsabilidade fiscal ou dívidas.
  • Muitos são os documentos que precisam ser verificados durante a investigação, como documentos de propriedade, listas de clientes, registros de vendas, materiais publicitários, número de empregados e informações gerenciais e contratos.

Caso a empresa já tenha realizado o valuation, o relatório de diagnóstico da atual situação economico-financeira entregará estas respostas de forma clara e completa, auxiliando na decisão de compra e apontando detalhadamente os ajustes necessários para sua efetivação.

O fechamento é o passo final no processo de compra. Neste momento, é preciso estar atento aos seguintes detalhes:

  • Preço de aquisição pactuado: isso incluirá itens como aluguel, inventário e utilitários adquiridos até o momento do fechamento do contrato.
  • Veículos: se a compra do negócio contempla a inclusão de veículos, é preciso atentar-se para os documentos de transferência. Verifique com o DETRAN o procedimento correto e formulários necessários.
  • Direitos autorais, patentes e marcas: se houverem patentes, marcas ou direitos autorais relacionados com o negócio, é necessário transferir tais direitos para completar os formulários integrantes da transação.

Com o apoio dos profissionais contábeis, fiscais e jurídicos da equipe Grupo Studio, e mais de 20 anos de experiência em soluções de negócio, a transação comercial se dá de forma segura e vantajosa para ambas as partes.

Ficou com alguma dúvida? Deixe um comentário!

Gostaria de mais informações sobre fusão e aquisição de empresas? Fale com a nossa equipe de especialistas agora mesmo!

Com o apoio dos profissionais contábeis, fiscais e jurídicos da equipe Grupo Studio, e mais de 20 anos de experiência em soluções de negócio, a transação comercial se dá de forma segura e vantajosa para ambas as partes.

Ainda ficou com alguma dúvida? Aprenda mais sobre Valuation:

Webinar:Valuation: entenda como calcular o valor da sua empresa



José Carlos Braga Monteiro

Detentor das empresas Studio Fiscal, Studio Law, Studio Corporate, Studio Brokers,E-Fiscal, E-contábil e Studio Energy o Grupo Studio apresenta serviços corporativos inteligentes com uma expertise de mais de 20 anos. Presente em todo o território nacional através de seus franqueados e aliançados, o Grupo apresenta uma grande sinergia quanto aos seus modelos de negócio.