Quais as tendências de negócios para 2021

Se você planeja iniciar um empreendimento, é fundamental conhecer as tendências de negócios que podem movimentar o mercado empreendedor em 2021. 

A chegada da pandemia de Covid-19 no ano passado, mexeu com diversos setores, abrindo espaço para novas formas de empreendimento.

Apesar da reincidência dos casos da doença, com a chegada das vacinas, um caminho que era incerto, começa a tomar rumo e com ele, a economia pode voltar a girar. 

Embora pareça arriscado empreender neste momento, é interessante saber que toda crise pode trazer outras oportunidades e com isso surgem novas tendências de negócios.

Conheça as principais tendências de negócios para o “novo normal”

O “novo normal” é a forma como conseguimos nos adaptar com o mundo dentro e pós pandemia, mas ele também pode ser uma opção na hora de recuperar a economia. 

Apesar de parecer assustador iniciar um negócio no meio de uma crise econômica, segundo dados do Ministério da Economia, foram abertos cerca de  782 mil negócios entre maio e agosto de 2020.

A explicação para isso foi a alta do desemprego, em conjunto com a recessão e a quarentena provocada para conter a disseminação do vírus. 

Graças ao isolamento social, as pessoas foram obrigadas a mudar seus hábitos de consumo. Mais coisas foram comercializadas a distância, aumentando os serviços de e-commerce e o setor de entregas. 

A partir disso, já podemos visualizar que as áreas mais atrativas para quem visa empreender no “novo normal”, estão relacionadas a esses novos hábitos. 

Pensando nisso, separamos algumas tendências de negócios para quem quer empreender neste ano, mesmo com a pandemia ainda ativa.

5 ideias de empreendimento que podem ser sucesso em 2021:

Existem diversos ramos no mercado para empreender em 2021, mesmo com a pandemia ativa e com as incertezas na economia no país, no entanto, o maior crescimento dos empreendimentos se relacionam aos novos hábitos de consumo da população. 

E-Commerce

O isolamento social foi uma das medidas adotadas pelo governo como forma de evitar a contaminação do vírus Sars-Cov-2, responsável por causar a pandemia de Covid-19. 

Com isso, ocorreu o fechamento dos serviços considerados não essenciais, como foi o caso de lojas de departamento, perfumarias, lojas de materiais de construção, lojas de roupas e calçados, etc. 

No entanto, para manter sua renda, algumas lojas contaram com as vendas através dos serviços e-commerce, ou seja, a venda de produtos online. 

Graças a isso, as vendas online subiram cerca de 47% no primeiro trimestre de 2020. E a tendência é que este ramo continue crescendo devido a facilidade na hora de comprar e vender. 

Club de Assinaturas

O club de assinatura é uma tendência crescente, e em 2021 promete receber ainda mais destaque. 

No ano passado, essa modalidade de venda cresceu cerca de 10% até setembro e a expectativa é que este ano cresça cerca de 12%. 

Hoje já existem mais de 4 mil clubes de assinatura e eles conseguem movimentar mais de RS 1 bilhão por ano. 

Entre os preferidos dos consumidores estão os de livros (27%), bebidas e alimentos (18%) e cuidados pessoais (12%).

Venda de produtos artesanais

A pandemia foi responsável por gerar o movimento para impulsionar o comércio local, com isso houve um crescimento na venda de produtos de origem artesanal. 

Comidas veganas, doces caseiros, cosméticos artesanais, começaram a ganhar ainda mais destaque em 2020 e com isso, a procura por esses produtos aumentou. 

Apesar de ainda serem recentes no Brasil, a pandemia vem trazendo novos hábitos de consumo, impulsionando o comércio de pequenos produtores e artesãos. 

Delivery de comida

Os principais aplicativos de entrega de comidas cresceram cerca de 103% no início do ano passado. Ao mesmo tempo, a entrega de deliverys particulares também mostrou um crescimento considerável.

Com o impulsionamento do comércio local e com o fechamento dos restaurantes, a população não teve outra saída a não ser pedir comida em casa. 

No entanto, há indícios que estes hábitos continuem se mantendo em 2021, fortalecendo ainda mais o crescimento dos deliverys.

Serviços de entrega

Empresas de entrega e transportadoras também tiveram um crescimento considerável no ano passado. Afinal, quem compra online, precisa receber o produto em casa. 

Segundo dados do Compre&Confie, empresa que trabalha com inteligência de mercado, o e-commerce no Brasil registrou crescimento expressivo.

Mas para atender a demanda de tantas entregas a serem realizadas, startups de logística foram obrigadas a se adequar a essa nova realidade, o que vem registrando maior crescimento no setor durante esse período. 

Algumas empresas apresentaram um aumento 5 vezes maior que o habitual em pedidos de supermercado e mercearias. 

Mas isso não para por aí, a expectativa é que esse crescimento ainda continue em 2021. 

Agora que você já conhece as principais tendências de negócios para empreender em 2021, basta se preparar e botar a mão na massa!

Artigos relacionados

Você também pode estar interessado

Por que sua empresa deve vender online?

Entenda como o e-commerce pode ajudar seus negócios em tempos de pandemia Por que vender online? Essa é uma pergunta que pode ser respondida apenas

Como empreender sem sair de casa

Saiba como empreender sem sair de casa para conseguir tirar um dinheiro extra enquanto otimiza tempo Com a pandemia causada pelo novo Coronavírus, diversos profissionais

Noticias, artigos e novidades direto no seu email.