Como ganhar dinheiro na advocacia? Inove seus rendimentos!

Quem se formou na área de Direito tem uma dúvida comum: como ganhar dinheiro na advocacia? Em constante transformação, essa profissão exige mudanças contínuas, reciclagem de conhecimento e capacidade de inovar em habilidades e competências.

Apesar da insistência no modelo tradicional, já deixou de ser um exagero dizer que a advocacia atual vai morrer — e não deve demorar. Isso significa que é preciso diversificar os serviços e se manter atualizado.

Como? A resposta consiste em entender o cenário atual da área, as perspectivas futuras e a transformação pela qual passa o modelo de negócios praticados. São esses aspectos que vamos abordar neste artigo. Que tal entender melhor esse contexto?

Um panorama da advocacia atual

Assim como outras áreas de negócio, o Direito passa por mudanças propiciadas pela tecnologia. A adoção de novas estratégias, práticas e ferramentas permite inovar. Em outras palavras, melhorar serviços ofertados e aperfeiçoar métodos utilizados para alcançar resultados significativos.

Hoje em dia, o Direito está em sua versão 3.0. As etapas pelas quais passou são:

  • advocacia artesanal, ou 1.0: minuciosa e lenta. Não são utilizadas as ferramentas adequadas, o que encarece o trabalho;
  • advocacia de transição, ou 2.0: há o início do uso de soluções eletrônicas, como arquivos online, modelos de petição e bancos de jurisprudência. Com isso, a demanda atendida é maior, inclusive da população de baixa renda devido aos juizados especiais;
  • advocacia digital, ou 3.0: contempla profissionais que alcançam alta performance por trabalharem com diferentes soluções tecnológicas. A prospecção de clientes é feita pelo marketing digital, com conteúdo orgânico e rico. São utilizados sistemas de automação e plataformas autogerenciáveis.

Como é possível perceber, é impensável ignorar a advocacia digital. Ela agrega uma nova lógica, que favorece a exploração de talentos. Ao mesmo tempo, a atuação é mais estratégica com os clientes, o que aprimora o atendimento prestado.

Entre os benefícios conquistados estão:

  • redução da sobrecarga de trabalho devido à divisão do serviço e especialização das atividades;
  • aumento da produtividade como consequência dessa fragmentação;
  • melhoria do aproveitamento dos talentos dos profissionais, por exemplo, um advogado com mais capacidade administrativa pode atuar no back office;
  • aumento da capacidade de adaptação ao contexto atual, ou seja, a advocacia digital traz mais liberdade e autonomia para os serviços e ajusta o trabalho para as novas gerações, como a Y.

Assim, fica claro que o ambiente de trabalho é mais dinâmico e criativo. Esse é o primeiro passo para ganhar dinheiro na advocacia. No entanto, é preciso saber mais.

A necessidade de inovar os rendimentos

É bem provável que você já tenha percebido que tem bons lucros com seu trabalho, mas demora para receber os honorários. Essa situação é derivada da morosidade da justiça brasileira.

Para você ter uma ideia, o relatório Justiça em Números 2018, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), indica uma média de 5 anos e 1 mês para o acervo do processo. Para sua baixa, o prazo é de 2 anos e 9 meses. E para a sentença, é de 2 anos e 2 meses.

Os dados evidenciam a demora do trânsito e julgamento dos processos. Para o advogado, isso representa problemas para o planejamento financeiro e outros aspectos. Por isso, torna-se indispensável identificar maneiras de conseguir dinheiro com mais agilidade.

O ideal é inovar sempre, inclusive com ações já tradicionais. Listamos, a seguir, algumas dicas importantes. Veja!

Coloque-se no mercado de trabalho

Destacar-se perante a concorrência é fundamental. Conte com as redes sociais, site e blog para conquistar clientes e ter mais oportunidades futuras. Atente à linguagem utilizada e aos conteúdos compartilhados. Crie uma boa identidade visual, tenha um e-mail sério e um cartão de visitas adequado. O objetivo é passar seriedade e profissionalismo.

Defina a estratégia que ajudará a ganhar dinheiro na advocacia

Ter ou desenvolver um perfil empreendedor é a chave para o sucesso futuro na área do Direito. Por mais que os cursos, de maneira geral, ainda ignorem essa prática, é importante pensar nesse aspecto e contar com uma estratégia sólida e bem planejada, que contribua para o aumento do retorno financeiro.

Aposte no marketing jurídico

Contar com essa ferramenta é essencial para conquistar novos clientes e aumentar sua participação no mercado. A proposta é fazer um bom marketing pessoal, estar presente nas mídias sociais e utilizar estratégias digitais, como SEO, links patrocinados e outras.

O cuidado necessário é com as limitações impostas pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), que determina, por exemplo, a proibição de divulgar preços de serviços. Ao agir de maneira correta, você consegue se posicionar como autoridade e ser uma referência para clientes e colegas de profissão.

Todas essas dicas são mais bem colocadas em prática com a reestruturação do modelo de negócios advocatício tradicional. De quebra, você ainda tem um melhor retorno sobre o investimento (ROI) e torna suas ações mais lucrativas.

O investimento em uma franquia

As franquias são um formato já estabelecido no Brasil e que tem crescimento contínuo. Segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF), o crescimento do faturamento nesse setor foi de 7% em 2018. Para 2019, a previsão é de um aumento entre 8% e 10%.

O que isso tem a ver com o Direito? Esse é um modelo de negócio diferente para os advogados, que é autorizado pela OAB quando a atuação for como pessoa física.

O funcionamento é simples: o profissional trabalha com uma franqueadora, que tem experiência no mercado. O foco passa a ser a captação de clientes, já que a carteira é potencializada pela atuação estratégica do proprietário da unidade.

Nesse contexto, a franqueadora atua na parte administrativa, especialmente de auditoria fiscal e planejamento tributário. Isso significa que o conhecimento e o know-how na área fiscal ficam por conta da marca, enquanto você tem chances para desenvolver o networking.

Devido a essas características, o retorno obtido é rápido. Por isso, vale muito a pena ter esse espírito empreendedor, já que essa é uma forma de focar os esforços naquilo que é realmente relevante. Além disso, há muitas vantagens das franquias para advogados. Conheça as principais!

Possibilidade de se somar à carreira

O advogado tem um viés bastante jurídico, o que já é esperado. No modelo tradicional, ele pode trabalhar como contratado ou abrir um escritório. No primeiro caso, os ganhos são limitados. No segundo, é preciso lidar com várias burocracias.

Com a franquia, você tem liberdade e autonomia, potencializa seus ganhos e ainda tem a chance de se especializar ainda mais na área do Direito em que você atua, sem esquecer a parte fiscal e tributária.

Complemento à renda

A abertura de uma unidade franqueada permite ter uma renda maior, porque a marca fornece o apoio necessário para seu sucesso. Você ainda pode trabalhar em um escritório e ter seu negócio para focar nas horas vagas. Assim, os ganhos são ainda maiores e você nem precisa investir em estrutura física.

Diversificação do serviço

Os serviços oferecidos pela sua unidade podem ser variados, a depender das demandas dos seus clientes. Como você não precisa ter conhecimento técnico na área fiscal e tributária, tem chance de atender um número maior de pessoas.

Aumento do networking

A franquia exige que você trabalhe apenas a prospecção, isto é, o fortalecimento da carteira de clientes. Com isso, você tem mais tempo para atender as pessoas e conversar com colegas que contribuirão para a solução dos profissionais. Ainda tem a possibilidade de participar de eventos, feiras e congressos, que o consolidam como profissional referência no mercado.

Inovação no segmento

A franqueadora utiliza vários sistemas tecnológicos para otimizar as operações e facilitar seu trabalho. Você também tem acesso às ferramentas e é capaz de simplificar o trabalho realizado para produzir mais em menos tempo.

Suporte da franqueadora

O mais comum é que a franqueadora forneça apoio na operação processual e suporte na área de franquias. Isso significa que a marca é responsável pelo processo fiscal e tributário, e ainda fornece o know-how necessário para seu trabalho.

Com todos esses benefícios, fica mais fácil entender como ganhar dinheiro na advocacia, certo? Para isso, é preciso firmar parceria com uma empresa consolidada e com experiência de mercado.

É isso que você busca? Entre em contato com a Studio Fiscal, veja como nosso modelo de negócios funciona e de que forma ajudaremos a chegar ao sucesso!

Artigos relacionados

Você também pode estar interessado

Hot daily news right into your inbox.