6 dúvidas e mitos sobre o que é o franchising

6 dúvidas e mitos sobre o que é o franchising

Você sabe o que é o franchising? Também conhecido como sistema de franquias, esse modelo é baseado na transferência do know-how, padronização e réplica do modelo de negócios para um franqueado/investidor.

Para as empresas, é uma alternativa para expandir os negócios sem a necessidade de capital próprio. Para o empreendedor, é a chance de trabalhar com uma marca conhecida no mercado e que possui algum sucesso em sua área de atuação.

Ao pagar a taxa de franquia, o investidor passa a ser franqueado daquela rede. Obtendo o direito, exclusivo ou não, de comercializar os produtos/serviços da empresa, assim como sua marca e a identidade visual.

Para que você saiba melhor o que é o franchising, reunimos 6 dúvidas e mitos comuns acerca desse modelo de empreendimento. Confira!

 

Dúvidas sobre o franchising

1. O franchising é garantia de sucesso?

Não. Apesar de ser um modelo de negócios que apresente menores riscos para o empreendedor, investir no modelo não é garantia de sucesso. Esse é um mito muito comum e que precisa ser derrubado.

Mesmo que as chances de sucesso sejam altas, uma unidade fracassará se o franqueado não administrá-la corretamente.

2. O retorno do investimento é mais rápido?

O prazo do retorno do investimento costuma ser de 12 a 24 meses no franchising. Mas diversos fatores podem influenciar no atraso desse retorno. Imprevistos, a má gestão do franqueado, a falta de suporte do franqueador e uma série de outros elementos podem influenciar no retorno do investimento.

3. Qualquer um pode se tornar um franqueado?

Não. É preciso ter o perfil empreendedor e gostar de trabalhar bastante para se tornar um franqueado. Geralmente, o franqueado trabalha mais do que num emprego tradicional.

Além disso, é preciso obedecer as regras e os padrões impostos pela franqueadora. Empresários “criativos” e que gostem das “coisas do seu jeito” dificilmente se tornarão um franqueado.

 

7 conceitos que você precisa dominar antes de abrir uma franquia

Mitos sobre o franchising

4. Não será necessário trabalhar muito

O empreendedor trabalhará como dono da unidade, comandando o negócio e realizando uma série de atividades no dia a dia. Durante o primeiro ano de operação, o franqueado deverá trabalhar bastante para manter sua franquia funcionando.

Acreditar que não será necessário suar a camisa é um mito que cai por terra logos nas primeiras semanas de atividade.

5. Basta gostar do produto ou serviço para ter sucesso

Possuir afinidade com o produto ou serviço é recomendável, mas isso não é responsável pelo sucesso do empreendimento. Essa afinidade servirá para o franqueado superar os desafios com mais facilidade. O dia a dia da franquia e seu modelo de operação, por exemplo, pode exigir uma demanda do franqueado além do esperado.

Mesmo que exista a afinidade, não serão todos os franqueados que gostariam de trabalhar aos finais de semana, por exemplo.

6. É a melhor opção para começar a empreender

Esse ponto é mito e verdade. Mito para os empreendedores que não conseguem seguir regras e sugestões e verdade para quem quer comprar um negócio formatado e pronto para ser operado.

Com uma taxa de mortalidade menor do que as empresas tradicionais, comprar uma franquia é um excelente negócio. Porém é preciso ter uma noção realista do sistema e não cair nos mitos que envolvem o investimento.

Depois de descobrir o que é o franchising, chegou a hora de conhecer 15 fatores que um advogado deve levar em consideração antes de abrir uma franquia. Boa leitura!

Artigos relacionados

Você também pode estar interessado

Hot daily news right into your inbox.