RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo StudioGeralFranquias baratas: oportunidade ou armadilha?

Franquias baratas: oportunidade ou armadilha?

Empreender no Brasil é uma missão repleta de dificuldades. Qual empresário já não disse isso? Tal pensamento é endossado pelo Banco Mundial em seu relatório responsável por analisar a facilidade de fazer negócios nas economias globais – estamos na 109ª posição do ranking. Ao olhar somente para a questão do pagamento de impostos, o país está entre os dez piores do mundo. Neste contexto, a contratação de uma franquia contábil é uma boa oportunidade de potencializar a competitividade da empresa e ter um “negócio próprio” – mas adotar opções baratas é uma armadilha que pode fazer a carruagem virar abóbora.

O que é uma franquia contábil?

Pode-se dizer que o conceito de franquia consiste na adoção de um modelo de operação já estabelecido em outro local. Dessa forma, o detentor de tal método vende o direito de implementá-lo de maneira idêntica e facilita a gestão do negócio para o franqueado. Trata-se de um esquema mais seguro de atuação por proporcionar todo o suporte e conhecimento necessários para o empreendedor.

Tal conceito se mostra cada vez mais bem-sucedido no país. Segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF), o setor cresceu 7,1% e teve receita de R$ 174,843 bilhões no ano de 2018. O segmento de serviços financeiros apresentou o terceiro maior crescimento dentre os onze, com 8,7%, e arrecadação de R$ 24,924 bi – categoria na qual os serviços contábeis estão inclusos. Você não leu errado: esse modelo de negócios também pode ser implementado por quem quer abrir uma empresa de contabilidade.

Pontos cruciais a serem oferecidos pelo franqueador

Após definir o que é uma franquia contábil, é necessário delimitar os pontos mais importantes que ela precisa oferecer para se mostrar um modelo vantajoso. Antes de tudo, vale ressaltar a existência de uma legislação aplicada ao setor desde 1994 – a Lei do Franchising estabelece as responsabilidades e a não existência de vínculos trabalhistas entre ambos os lados.

O franqueador deve deixar o franqueado a par de todas as metodologias e procedimentos adotados na operação para garantir a padronização de todas as unidades. Trata-se da adoção de um método já testado e aperfeiçoado anteriormente. Dessa forma, o franqueado aprende como conduzir o empreendimento de maneira a evitar situações adversas pelas quais poderia passar sem este auxílio – sem contar o fato de emprestar um nome já conceituado e responsável por atrair clientes com maior facilidade e trazendo um retorno financeiro mais rápido.

Não se trata somente de ensinar o franqueado a atuar segundo a filosofia da empresa, mas também de garantir a capacitação dos profissionais envolvidos no operacional – afinal de contas, são eles que trabalharão sob o nome do franqueador. Assim, a realização de treinamentos é necessária para garantir que o franqueado possa preparar sua equipe. Vale ressaltar a importância de constantes atualizações para atingir esse fim.

Outro ponto crucial é a necessidade de oferecer total suporte ao franqueado. O auxílio se inicia durante a implementação, com um acompanhamento a fim de garantir que tudo está andando conforme o projetado. Após este período, é imprescindível a realização de consultorias periódicas por parte do franqueador visando o cumprimento de metas e eventuais correções de rumo. Também é importante atentar ao fato de proporcionar atualizações sobre mudanças na legislação e mercado – afinal de contas, são editadas cerca de 744 normas por dia útil no burocrático Brasil.

Por que preciso tomar cuidado com os custos?

Apesar de todas as vantagens citadas, é necessário manter o sinal de alerta ao analisar todas as possíveis franqueadoras a receberem seu investimento. Empreitadas bem-sucedidas no mundo dos negócios sempre são acompanhadas de planejamento estratégico, e isso consiste em observar todos os fatores envolvidos no processo – além de como eles influenciarão e ocasionarão uma boa operação.

Nunca se esqueça de verificar se a franquia é associada à ABF e qual é a situação dela perante o mercado. Se possível, entre em contato com outros franqueados, pois você passará pelas mesmas situações que ele já vivenciou. Ao obter conhecimento sobre a trajetória do franqueador e como ela lida com a operação por outras fontes além dela, você poderá tomar uma decisão melhor fundamentada.

E é necessário pensar na questão dos custos. As cifras mais baratas envolvidas na implementação de um modelo de franquia franquia podem até fazer algumas opções parecerem mais viáveis, mas nunca devem ser o fator decisivo na sua escolha. O investimento inicial pode ser menor, e até aparentar uma economia no começo, mas existe a aterrorizante possibilidade de ela não oferecer estrutura e condições ideais para o bom funcionamento de seu negócio. Optar pela opção mais barata pode se tornar um ônus de solução difícil e a viabilidade da empresa se compromete – coisa que não acontece quando optamos por empresas mais conceituadas e focamos no projeto que tornará o empreendimento mais viável e de melhor retorno.

Por que o Studio Fiscal é a melhor alternativa no mercado?

A Studio Fiscal é referência em auditoria fiscal no Brasil e possui mais de 170 escritórios espalhados no país. Especializada na recuperação de créditos tributários, recuperou uma média de R$ 703 mil reais por empresa contratante – foram atendidas mais de 5 mil empresas desde sua fundação. Trata-se de uma franqueadora cujo método possui o impecável histórico: a Receita Federal nunca contestou nenhum valor a ser restituído ao cliente, e não é à toa que seus serviços são certificados pela Zurich Seguros, uma das maiores seguradoras do mundo.

O retorno do investimento inicial para se tornar um franqueado da Studio Fiscal é estimado em de 18 meses. Há registro de unidades que colheram frutos já no primeiro ano, fato explicado pela maior procura pelos serviços de revisão tributária oferecidos com maestria pela empresa. Outro motivo é a possibilidade do franqueado ter ganhos ilimitados, dependentes dos contratos fechados, dispensa a instalação de um ponto comercial e prioriza a implementação de seu método e o treinamento dos profissionais envolvidos – e há coisa mais importante numa franquia?

Quer saber mais sobre como se tornar um franqueado? Clique aqui!


Leia mais:

Assista também:


Redação Grupo Studio