RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo Studio Franquias E-FiscalFuturo da contabilidade: você sabe o que está por vir?

Futuro da contabilidade: você sabe o que está por vir?

Você já pensou sobre qual será o futuro da contabilidade?

Em um mundo conectado e em que várias informações estão disponíveis, o papel do contador passa por constantes modificações. O modelo de atuação tradicional deixa de existir nesse cenário e outro formato de negócio é adotado.

Reconhecer essas transformações e entendê-las é o primeiro passo para fazer bons negócios e se destacar no mercado. O ideal é atuar com a gestão estratégica e mostrar para seus clientes como agregar valor e conquistar sucesso.

Devido a todas essas mudanças, neste post mostramos o que está por vir para a contabilidade do futuro. Vamos apresentar qual caminho está sendo tomado e como se adequar às novas oportunidades disponíveis. Acompanhe!

As mudanças da contabilidade

A transformação tecnológica atinge a contabilidade e exige que o trabalho deixe de ser operacional e se torne estratégico. Isso significa que as rotinas operacionais passam a ser automatizadas e que obrigações até então existentes chegam à obsolescência. Por sua vez, obrigações são implementadas, métodos são criados e as necessidades dos clientes são modificadas.

Aliás, as demandas dos clientes são o foco central dessa nova estratégia. Se antes o trabalho era concentrado em leis e regulamentações, agora a atuação é estratégica. Essa disrupção já acontece — e quem insiste em trabalhar no modelo antigo pode ficar alguns passos atrás da concorrência.

É importante perceber que a profissão não deixará de existir. Por isso, o curso de Ciências Contábeis está no quarto lugar das graduações mais requisitadas pelos estudantes. O Conselho Federal de Contabilidade (CFC) ainda indica que há 349 mil contadores ativos, com 61.864 escritórios na mesma condição.

Por sua vez, os contadores empregados chegam a 193.422. A diferença para o total de profissionais é, portanto, de 200.578 — número que sinaliza o começo da mudança, com o aproveitamento de outras oportunidades por quem já está no mercado de trabalho.

7 Conceitos que você precisa dominar antes de abrir uma franquia

Uso das tecnologias

A utilização de sistemas tecnológicos é uma constante, inclusive na contabilidade. No entanto, mais que usar computadores e sistemas de gestão, é preciso se adequar às novas exigências do Fisco que fazem parte do Sistema Público de Escrituração Digital (Sped).

Segundo pesquisa da Thomson Reuters, 78% dos especialistas na área acreditam que atividades críticas — a exemplo da escrituração fiscal e coleta de dados — estarão totalmente automatizadas até 2028. Esse fato confirma a previsão da Universidade de Oxford, que indica que a profissão de contador tem 90% de chances de passar por esse processo.

Esse cenário evidencia a importância de o contador se preparar para o futuro. As novas iniciativas já começaram a ser implementadas — e o ritmo de crescimento para os próximos anos deve ser acelerado.

O futuro da contabilidade

O contador sempre terá um papel essencial para as empresas — por isso, permanecerá no mercado. Contudo, as novas tecnologias requerem uma reestruturação dos processos e do modelo de negócios, com o propósito de adotar uma função gerencial e que está de acordo com as demandas do mercado.

Para conhecer mais sobre o futuro da contabilidade, listamos a seguir alguns indicativos dos caminhos que estão sendo tomadas na profissão. Confira!

Melhoria da gestão de pessoas

O Future of Jobs Report de 2018 mostra que a gestão de pessoas é uma das 10 habilidades que serão mais procuradas nos profissionais nos próximos anos. Isso acontece porque uma equipe bem alinhada e um ambiente de trabalho positivo possibilitam o aumento da produtividade, da motivação e do engajamento.

Apesar dessa necessidade, muitos escritórios de contabilidade deixaram de aderir a essa estratégia por terem achado ineficiente. Essa visão precisa mudar para estabelecer um aspecto de diferenciação. Nesse sentido, é necessário desenvolver planos de carreira, fazer a gestão de novos talentos e capacitar a equipe sempre de maneira constante.

Presença digital

A internet e as mídias sociais já se tornaram ferramenta fundamental de atuação estratégica para os negócios. Para você ter uma ideia, o head de marketing da Thomson Reuters, Rodrigo Barros, indicou no Synergy 2018 que as empresas bem-sucedidas aplicam 40% da verba de marketing para divulgação e produção de conteúdo.

Na prática, esse dado indica que é preciso investir em presença digital. Afinal, é por meio da internet que seus clientes podem entrar em contato e sanar dúvidas. Desse modo, é estabelecido um relacionamento mais próximo. Portanto, esse meio também serve para atrair pessoas, que podem fechar negócios futuros.

Adequação às novas tecnologias

O contador não pode ignorar a presença de novas tecnologias, sob pena de ter problemas e fracassos. Esse é um ponto-chave do negócio, que assegura o compliance, o crescimento escalável e a agregação de valor às tarefas manuais, que passam por automação.

Os sistemas integrados de gestão empresarial são exemplos claros de como a tecnologia contribui para o futuro da contabilidade. Por meio deles, as informações de todos os setores são integradas e permitem cumprir desde tarefas básicas até as mais estratégicas. O resultado é uma visão holística do negócio, com identificação de desafios e oportunidades.

Personalização do atendimento

O contador do futuro precisa atender às demandas dos clientes. Para isso, a personalização torna-se mais que necessária. É essencial oferecer um serviço customizado, que foque a parte estratégica de auxiliar o cliente a atingir seus objetivos. Caso contrário, seu escritório perderá vantagem competitiva diante da concorrência.

Depois de ver todas essas tendências, a questão que fica é: como colocar essas ideias em prática?

As novas oportunidades

A contabilidade consultiva e estratégica é o grande foco da revolução dos escritórios tradicionais. O propósito é oferecer atendimento personalizado, de acordo com as necessidades do cliente. As operações de compras, vendas e pagamento de impostos, por exemplo, são contabilizadas sem precisar fazer qualquer tipo de lançamento. Com ajuda do reconhecimento óptico de caracteres (OCR) e da inteligência artificial, o processo é feito por meio de foto tirada pelo smartphone e devido à integração do sistema empresarial com o Fisco.

Nesse contexto, fica claro que é preciso mudar a postura. Cabe ao contador ter um espírito empreendedor, a fim de abrir o próprio negócio. As franquias que oferecem soluções tributárias em esfera administrativa são boas alternativas, porque deixam ao profissional a responsabilidade de contribuir com o planejamento tributário e auditoria fiscal dos clientes.

Ao mesmo tempo, a franqueadora oferece todo o expertise e o know-how, o que permite ao profissional atentar ao lado estratégico de captação e relacionamento com os clientes. A consequência é o atendimento a diferentes segmentos de mercado, com excelência e qualidade dos serviços, sem fazer investimentos significativos por ter o suporte da marca.

Com todas essas oportunidades, é evidente que o futuro da contabilidade é promissor. Para se adequar, basta ter atenção às novas tendências e regras, além de entender que o papel do profissional é maior e mais significativo do que lançar e calcular impostos.

E você, ficou surpreso de compreender sobre as expectativas do futuro? Assine a nossa newsletter e confira outras informações sobre as tendências que são implementadas no mundo da contabilidade!


José Carlos Braga Monteiro

Detentor das empresas Studio Fiscal, Studio Law, Studio Corporate, Studio Brokers,E-Fiscal, E-contábil e Studio Energy o Grupo Studio apresenta serviços corporativos inteligentes com uma expertise de mais de 20 anos. Presente em todo o território nacional através de seus franqueados e aliançados, o Grupo apresenta uma grande sinergia quanto aos seus modelos de negócio.