RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo Studio Franquias Studio FiscalVocê conhece as qualidades essenciais de um bom orador?

Você conhece as qualidades essenciais de um bom orador?

Não tem jeito. Um dia chega a sua vez de falar em público.

Na categoria “família”, o vilão é o discurso forçado após os parabéns da festa de aniversário. A família e os amigos repetem em alto e bom som: “Discurso, discurso!”, até que você gagueja todo envergonhado: “Obrigado pela presença. Não tenho palavras para expressar.”

Na categoria “estudos”, o inimigo é a apresentação do trabalho feito em grupo. É preciso falar na frente de toda a turma. Você até que tenta, mas não consegue escapar de ler em voz alta ao menos a conclusão do trabalho (rsrs).

Na categoria “trabalho”, ninguém vence as reuniões para apresentação de projetos com a alta gerência. As mãos tremem, o estômago tem calafrios e praticamente sua memória não existe mais.

Mas nem tudo é pressão, vergonha ou ansiedade. Existem aqueles que adoram falar em público.

Para estes, a oratória não é um problema. Na verdade, é uma solução. Por meio dela expressam o que pensam e sentem. Não temem o palco, antes, encantam a plateia.

Contam histórias e piadas entre amigos e familiares, são oradores de turma, dão aulas e palestras, cantam em bandas, atuam no teatro e na televisão, apresentam os telejornais e nos atualizam pelos sinais de AM/FM.

Não é à toa que a “comunicação” está entre as competências comportamentais mais buscadas por headhunters na atualidade segundo o IBC (Instituto Brasileiro de Coaching).

Com qual grupo de pessoas você mais se identifica?

Aqueles que temem e evitam a todo custo o falar em público ou aqueles que contam as horas quando sabem que terão uma oportunidade?

 

Checklist: 15 fatores que um advogado deve levar em consideração antes de abrir uma franquia

Peça que outras pessoas lhe recomendem

Pensando em ajudar tanto estes quanto aqueles, elaborei uma breve lista das qualidades essenciais de um bom orador:

1. Um bom orador ENTENDE SEU CONTEXTO

Analise seu público alvo: idade, grau de instrução, nível social, costumes culturais, perfil geracional, etc.

(Conheça a definição de Andragogia por meio da Wikipedia)

2. Um bom orador DOMINA O CONTEÚDO

Atrele teoria e prática: conceitos, bibliografias, cases de sucesso, dicas tecnológicas, experts na área, etc.

(Conheça o palestrante Daniel Kroeff e seu método de treinamento)

3. Um bom orador COMUNICA CRIATIVAMENTE

Crie um enredo encantador: começo, meio e fim, ápice, ideias claras, ilustrações, mídias, dinâmicas, etc.


Redação Grupo Studio