RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo Studio Franquias Studio FiscalFranquias para advogados: entenda os benefícios desse negócio

Franquias para advogados: entenda os benefícios desse negócio

O setor de franchising vem crescendo muito no país nos últimos anos e isso já não é novidade. Contudo, há um segmento que não é muito comum e que pode ser uma excelente opção para profissionais do Direito que buscam uma oportunidade de investimento: a franquia para advogados.

Essas franquias são modelos de negócios que tem por perfil profissionais das áreas de direito, contabilidade, economia e administração. Elas oferecem um retorno financeiro mais rápido e significativo do que iniciar um negócio sozinho, pois os modelos de trabalho já foram testados e aprovados pela franqueadora.

Para ajudá-lo a entender um pouco melhor sobre esse assunto, criamos um post com o que você precisa saber sobre franquia para advogados. Continue a leitura até o final para conferir!

Vantagens de abrir uma franquia

O advogado que busca investir pode pensar em mais modelos de negócios do que seu escritório de advocacia. As franquias para advogados são boas opções porque já têm uma marca forte e consolidada no mercado, o que poupa o profissional de alguns anos de trabalho para construir seu nome. Além disso, disponibilizam o necessário para que se qualifique para atender aos clientes.

O advogado já terá um modelo de trabalho pronto, totalmente estruturado, cabendo a ele somente se adaptar. Além disso, a franqueadora disponibiliza treinamentos e oferece suporte para o planejamento de negócio do franqueado.

Para exemplificar ainda mais, listamos abaixo as principais vantagens de abrir uma franquia para advogados. Confira!

Expansão mais rápida

A rapidez do sistema de franquias é um dos principais diferenciais desse formato de negócios, já que a maior parte do investimento será feita pelos franqueados individualmente, diminuindo consideravelmente a necessidade de capital da empresa. Dessa forma, os espaços são ocupados mais rapidamente, ampliando as dificuldades para os concorrentes nesse processo.

Operação do negócio por um dono

Tendo o franqueado entendido claramente o seu papel na gestão do negócio, os resultados costumam ser maiores do que nas unidades próprias. É preciso se basear no fato de o proprietário ter maior capacidade de envolvimento, engajamento e gerenciamento do negócio, buscando a lucratividade e a rentabilidade como principais focos.

Aspectos jurídicos

O sistema de franquias conta com legislação que estabelece claramente as responsabilidades das partes e da não existência de vínculos trabalhistas e fiscais entre a franqueadora e franqueados.

Além disso, deixa evidente a possibilidade de controles bem efetivos dos padrões, formas e procedimentos operacionais, identidade visual, entre outros, gerando ao consumidor a mesma experiência de marca.

Poder de compra da rede

À medida que cresce, o poder de negociação da empresa franqueadora também amplia perante sua rede de fornecedores homologados. Isso proporciona economia de escala para a rede de franquias, potencializando, assim, os resultados do negócio.

Organização do conhecimento

Um ponto muito importante das redes mais estruturadas é consentir a troca de conhecimento entre seus integrantes, ampliando o potencial de negócios da marca. Uma vez que as práticas bem-sucedidas podem ser difundidas consistentemente, contribuem para gerar vantagens competitivas para a marca e seus franqueados.

É importante ressaltar que o sistema de franquias, apesar apontar um sólido crescimento, também apresenta diversos desafios relevantes que devem ser avaliados por todas as empresas que pensam em ampliar seus negócios por meio desse modelo de negócio.

Auxílio no planejamento

Muitos negócios fracassam logo no início da operação por um simples motivo: falta de planejamento. Ao investir em uma franquia, o empreendedor diminui as chances de ter problemas nesse sentido, já que a empresa franqueadora ajuda, entre outros pontos, a planejar custos com a construção e instalação da nova unidade.

A franqueadora também costuma informar o tempo médio de retorno do investimento, então o franqueado, antes mesmo de decidir investir no negócio, já pode planejar de antemão quanto deverá economizar até sua franquia começar a dar lucro.

Financiamento fácil e seguro

As franquias possuem baixos índices de falência, facilitando a aquisição de empréstimos no banco. Com nome consolidado no mercado e níveis bons de lucro, a franquia propicia a vantagem de fechar um financiamento sem muita dificuldade e de forma segura, quando há necessidade de capital para investimentos diversos.

Ponto de venda privilegiado

Boa parte das franquias está localizada em pontos estratégicos. Portanto, o sistema de franchising é sinônimo de clientes fidelizados. Outra vantagem é em relação à identificação da marca.

Padronizado, o layout e a identidade visual propiciam fácil reconhecimento por parte do consumidor, em qualquer lugar em que o negócio esteja instalado.

 

 Conheça o guia para implementar a área tributária no seu escritório

 

Pontos a serem avaliados antes de optar por abrir uma franquia

Contudo, antes de investir em uma franquia, é necessário que se avalie alguns detalhes cruciais para o sucesso dos negócios. Veja quais são:

Você tem afinidade com a área de atuação da franqueadora?

Para que o negócio dê certo, o candidato deve analisar os serviços oferecidos pela franqueadora e verificar se estão de acordo com seu perfil. O segmento jurídico é muito amplo e não é porque um profissional se formou em Direito que vai gostar de trabalhar em qualquer segmento. Quem gosta de atuar com a área tributária e fiscal pode não gostar da área previdenciária, por exemplo.

Portanto, escolha um tipo de atuação com a qual se identifique, pois o sucesso do negócio dependerá do seu empenho.

Quais são os valores de investimento?

Qual é o investimento necessário para abrir uma franquia? Você tem um capital de giro? Os valores podem ser mais altos do que se imagina e no início do negócio não haverá lucros — isso significa que será preciso ter dinheiro para manter as despesas até começar a ter retorno.

Além disso, há necessidade de pagamento da taxa de franquia e royalties. Analise seu orçamento e verifique se sua condição financeira permite dar esse passo.

A franqueadora oferece suporte?

O suporte para o franqueado é outro ponto a ser analisado. No início do negócio, é normal que surjam diversas dúvidas para o empreendedor sobre seu funcionamento, principalmente se optar por uma área sobre a qual não tem muito conhecimento.

Por esse motivo, antes de investir em uma franquia, analise se o suporte oferecido pela franqueadora é eficiente, se há canais de comunicação que possibilitem que ele tire suas dúvidas e se há treinamentos constantes para atualização do franqueado.

A franqueadora é associada à entidade representativa?

Como em todo e qualquer segmento do setor, quem deseja abrir uma franquia deve verificar se ela é associada à ABF (Associação Brasileira de Franchising). As franquias associadas à entidade têm mais credibilidade no mercado e quem pretende investir seu dinheiro nesse setor deve ficar atento a esse detalhe — afinal, uma marca sem credibilidade no mercado pode gerar prejuízos ao franqueado.

Ao longo da leitura do post você certamente pôde compreender melhor as vantagens de abrir uma franquia para advogados e os pontos que devem ser tratados com mais atenção. Dessa forma, fica muito mais fácil avaliar se vale a pena ou não esse modelo de negócio.

Você concorda que franquias para advogados são uma ótima opção para quem deseja ter seu próprio negócio? Já tem alguma experiência com isso ou ainda tem dúvidas? Deixe um comentário aqui no post nos contando!


Redação Grupo Studio