RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo Studio Franquias Studio FiscalEntenda de uma vez por todas como funciona uma franquia

Entenda de uma vez por todas como funciona uma franquia

O modelo de franquia está em constante expansão e é um dos pilares da economia mundial ante a atuação de grandes empresas nesse sistema.

Essa é uma área que vem recebendo cada vez mais interessados que buscam segurança e lucratividade ao abrir um negócio.

Mas você sabe realmente como funciona uma franquia e quais são suas regras e diretrizes? Acompanhe este post e aprenda mais sobre esse sistema!

O que é e como funciona uma franquia

A franquia é um sistema de negócio em que o “dono” da marca, produto ou serviço (franqueador) cede ao interessado em utilizar o sistema (franqueado) o direito de uso da marca ou da patente, com distribuição exclusiva dos produtos ou serviços do franqueador, sem caracterizar vínculo empregatício entre as partes.

Resumindo esse conceito, a franquia é uma empresa que disponibiliza a sua marca, conhecimento e estrutura para que empresários desenvolvam essa atividade em determinado local.

Para isso, paga-se uma taxa específica para aquisição, e também é preciso arcar com a mensalidade, que pode ser combinada de várias formas, como um valor fixo, um percentual do lucro ou mesmo uma mistura dos dois.

Assim, a franquia tem 3 pilares básicos: licença de uso da marca, transferência de know-how e direito de distribuição de produtos ou serviços de acordo com o contrato.

Tudo isso deve estar estipulado em um contrato, que terá uma cópia anexa à Circular de Oferta de Franquia (COF).

 

Baixe agora grátis: Guia essencial para aumentar a rentabilidade no seu escritório de advocacia

 

A Circular de Oferta de Franquia

De acordo com o art. 3º da Lei n.º 8.955/94 (Lei de Franquia), é obrigatório que o franqueador apresente a COF para o franqueado, indicando os itens que devem constar no documento.

A COF deve ser redigida em linguagem clara, para que o franqueado não tenha nenhuma dúvida a respeito do seu conteúdo, indicando todos os elementos importantes a respeito do negócio, como forma societária, histórico, balanços e demonstrações financeiras da franqueadora, entre outros.

Também deve conter uma cópia do pré-contrato ou contrato de franquia que será assinado. A COF deve ser entregue, no mínimo, 10 dias antes da assinatura do contrato ou do pagamento de alguma taxa. Se isso não acontecer ou houver alguma inconsistência nos documentos, o franqueado poderá pedir a anulação do contrato e devolução de taxas pagas.

Relação entre o franqueado e a franquia

Uma questão que gera muitas dúvidas também é como funciona a relação entre o franqueado e o franqueador e a franquia em si, e se há total independência ou uma certa subordinação entre eles.

Essa dúvida é pertinente, pois pode ser um diferencial entre abrir uma empresa própria ou ser um franqueado.

Para deixar claro, o franqueado não é totalmente independente em relação à franquia, porque não pode fazer alterações nas marcas e produtos ou serviços que comercializa, pois esses são de propriedade do franqueador, que dará as diretrizes que o franqueado deve seguir.

Porém, o franqueado pode dispor melhor sobre o seu horário de trabalho, algumas atividades de gestão, e seu lucro será baseado no rendimento do negócio, o que não acontece com empregados.

Por que vale a pena investir em franquias

Como dito, as franquias são um sistema em constante expansão, adquirindo cada vez mais espaço e valor de mercado entre as empresas. Algumas das maiores marcas do mundo e do país trabalham com esse sistema, como McDonald’s, Bob’s, O Boticário, Starbucks etc.

E não é à toa que as franquias no Brasil vêm crescendo, já que esse modelo traz diversas vantagens. Primeiramente, ele diminui o risco na abertura do negócio, pois as marcas já são estabelecidas no mercado, e o franqueado poderá ter acesso a projeções e estudos financeiros sobre a lucratividade.

O retorno financeiro também costuma ser veloz, pois já há um público-alvo definido, além de a forma de distribuição e produção dos produtos ou serviços já estarem estabelecidas e funcionais.

Como o modelo já é aplicado em outros locais, o futuro franqueado poderá verificar o seu funcionamento. As taxas pagas mensalmente também já serão conhecidas, trazendo mais facilidade e segurança ao franqueado.

Agora que você já sabe mais como funciona uma franquia e suas vantagens, aproveite e desvende as 5 maiores dúvidas sobre o mercado de franchising.


Redação Grupo Studio