RECEBA NOSSO CONTEÚDO DE FORMA GRATUITA DIRETAMENTE NO SEU EMAIL

Grupo Studio Franquias Studio FiscalChefe ou líder: que tipo de advogado você é no escritório?

Chefe ou líder: que tipo de advogado você é no escritório?

No escritório, que tipo de profissional você é? Aquele que delega tarefas e fecha a porta do gabinete, ou é reconhecido pelos colegas de trabalho como um verdadeiro líder?

Pode ter certeza que as duas posturas influenciam diretamente no desempenho e na produtividade da equipe, principalmente quando consideramos o mercado da advocacia.

Para compreendermos com mais detalhes as diferenças entre chefe e líder, resolvemos trazer um post especial sobre o assunto, apontando, ainda, quais são as principais ações para se buscar o caminho da liderança dentro do escritório.

Confira tudo o que precisa saber logo a seguir!

Quais as diferenças entre chefe e líder?

Os termos muitas vezes são usados como sinônimos, mas o fato é que existe uma distância muito grande entre o profissional que assume a postura de líder e aquele que se contenta em ser um chefe.

Enquanto o primeiro é aquele que atua em conjunto com o time, isto é, participa ativamente da rotina dos colaboradores, o segundo apenas delega tarefas. Em outras palavras, um faz a gestão de pessoas, o outro, a gestão de resultados.

Outra grande diferença entre o chefe e o líder é o fato de que as lideranças são reconhecidas de forma espontânea pela equipe, enquanto o chefe apenas ocupa um cargo de hierarquia superior no escritório.

Isso ocorre porque o líder, de fato, participa da rotina dos colaboradores, e, com isso, consegue cativar cada um deles e compreender as suas necessidades. Aos poucos, todos seguem as suas orientações e, com isso, ele garante uma harmonia para o time.

 

Baixe agora grátis: Guia essencial para aumentar a rentabilidade no seu escritório de advocacia

 

O que fazer para conquistar a liderança?

O escritório pode ter uma série de critérios para definir quem receberá uma promoção, mas o fato é que, para se tornar um líder, o profissional deve seguir um caminho um pouco diferente.

Claro que ele deve sempre focar nas exigências do escritório, mas não pode abandonar outras ações, que podem levá-lo a ser reconhecido pelos colegas. Vamos conferir esses pontos?

Realize feedbacks constantes

Um líder de verdade não apenas delega tarefas: ele realiza feedbacks constantes, procurando entender as necessidades dos colaboradores e aprimorar as habilidades deles. Portanto, para ser um líder atuante, é fundamental realizar feedbacks focando no desenvolvimento dos outros advogados do escritório.

Preze pela objetividade

Um líder precisa saber exatamente aonde pretende chegar e como pretende fazer isso. Assim, ele transmite confiança para os outros colegas. Portanto, antes de fazer qualquer sugestão ou tomar decisões, procure estudar bastante e paute todos os seus argumentos com base em informações e não apenas na intuição profissional.

Busque o autoconhecimento

Por fim, como vimos, é importante ser objetivo, mas isso não é possível se o advogado não se autoconhece. Afinal, ele precisa se responsabilizar pelas decisões tomadas e sempre ter certeza das suas escolhas. Se não pode fazer isso, não pode escolher pelos outros. Consultorias e até autoavaliações são o caminho para ajudar a desenvolver essa habilidade.

Entendeu as diferenças entre chefe e líder? Então, que tal seguir as nossas redes sociais e ficar por dentro de muito mais conteúdos como este? Estamos no Facebook, LinkedIn e Instagram.


Redação Grupo Studio